Tempo ideal para engravidar após um aborto espontâneo

By: | Tags: | Comentários: 0 | junho 18th, 2019

O aborto espontâneo é bastante recorrente e acredita-se que aconteça uma a cada quatro gestações com até a 22ª semana de gravidez ou seja, até o quinto mês. Se for o primeiro aborto da mulher, os cuidados com gestações futuras não precisam de maiores preocupações, entretanto, é prudente consultar o médico.

Geralmente o aspecto psicológico também precisa ser trabalhado. O sentimento de culpa por achar que conduziu a gravidez de maneira inadequada é muito grande. Muitas mulheres levam meses até superar o primeiro aborto devido a insegurança.

Caso ocorra novo aborto na sequência, é preciso investigar a causa mais a fundo, geralmente com um médico especialista. Testes poderão identificar as causas com maior precisão e o médico poderá adotar um tratamento no sentido de evitar que ocorra novamente em uma futura gestação. Para isso poderá pedir exames, como:

  • Hemograma, glicemia e as sorologias
  • Dosagens hormonais
  • Cariótipo (estrutura genética do casal)
  • Pesquisa de fatores que afetam a coagulação
  • Exames de imagem para avaliação da anatomia feminina
  • Estudo do fator masculino

Possíveis causas de aborto espontâneo
Diversos fatores podem ocasionar um aborto espontâneo, até mesmo uma combinação de todos eles. Caso a origem seja genética, a análise do feto pode identificar e até prevenir ocorrências nas futuras gestações. Cerca de 60% dos casos de aborto podem ser devido a algumas alterações genéticas do embrião. Mas há casos em que ocorre alguma alteração em um único gene, transmitida por um dos pais.

Mulheres tabagistas, obesas, usuárias de álcool ou drogas têm maiores probabilidades de sofrerem abortos espontâneos. Algumas doenças também podem causar a interrupção da gravidez, como o diabetes, distúrbios da tireoide, miomas, endometriose ou pacientes com alterações na coagulação do sangue (exemplo, trombofilias).

Outro fator que aumenta as chances do aborto espontâneo é a idade da mãe. Sabemos que a combinação genética + idade avançada, é responsável por 50% dos casos de interrupção da gravidez em mulheres acima dos 35 anos. Portanto, mulheres com mais idade devem ter os cuidados redobrados.  

Intervalo entre o aborto e uma nova gravidez
A Organização Mundial da Saúde recomenda que a mulher espere pelo menos seis meses até a próxima gravidez. Muitos especialistas consideram o intervalo ideal em torno de 24 meses, tempo suficiente para recompor também o aspecto psicológico, o sofrimento da perda e a superação da insegurança. Já outros sequer recomendam algum intervalo específico.

É bastante comum que a próxima gestação, após um aborto espontâneo, cause muita ansiedade e expectativa muito maior do que a anterior. Afinal, toda a preparação do primeiro filho, a compra do enxoval, a mudança da casa para receber a criança foram frustradas. O lado emocional fica extremamente sensível e pensar em passar por tudo novamente sem um desfecho positivo, pode estressar o casal.

Por isso, procurar ajuda médica para acompanhar de perto a próxima gravidez é muito importante. Um especialista pode dar o suporte necessário e trazer a tranquilidade que o casal precisa nesse momento tão especial.

You must be logged in to post a comment.